x 

Carrinho vazio
Terça, 16 Janeiro 2018 10:23

Alimentos para um cabelo saudável

Para um cabelo saudável um dos fatores mais importantes são os alimentos.
Comer bem com produtos ricos em nutrientes ajudam a saúde em geral e são a melhor forma de ter uma cabeleira bonita, por isso não chega a utilizar um bom shampoo ou hidratante, o primeiro e mais importante passo começa na cozinha.
Coma com regularidade:

  • Peixes gordos, são ricos em ômega 3, em iodo e em cálcio. Prefira os peixes do mar em vez dos de viveiro como a sardinha, atum, cavala e salmão selvagem. Se for vegetariano/a substitua por abacate e sementes de linhaça moídas. O peixe deve ser comido 3-4 vezes por semana, grelhado ou cozido para manter os seus nutrientes;
  • Vegetais verdes escuros, como couves, agrião, rúcula, brócolos e espinafres, ricos em vitaminas e sais minerais como o ferro e o cálcio. Deve ser ingerido pelo menos uma porção diária;
  • Aveia, sendo um cereal muito nutritivo e completo é conhecido pela sua fibra solúvel que provoca a diminuição do mau colesterol e ao controle da glicemia;
  • Frutos secos como a noz muito rica em selênio, avelãs, nozes, amêndoas, amendoins e sementes de abóbora e girassol. Estes frutos devem ser consumidos na sua forma natural, sem sal e sem açúcar;
  • Ovos, de preferência de galinhas criadas ao ar livre no campo muito ricos em proteínas, vitamina B12 e biotina;
  • Feijão, grão de bico ou lentilhas, ricos em proteínas, vitaminas do complexo B e fibras. Devem ser consumidos 3 a 4 vezes por semana;
  • Outros alimentos como ostras muito ricas em zinco que regula a oleosidade, gérmen de trigo, rebentos de alfafa e cenouras.

Podíamos incluir muitos mais alimentos para um cabelo saudável mas todos de origem natural como frutas e legumes, a evitar estão todos aqueles que sofrem muita transformação, como cereais refinados, enlatados com conservantes, refrigerantes, fast-food, entre muitos outros.

Segunda, 08 Janeiro 2018 11:32

Efeitos do estresse nos cabelos

O estresse ou stress tanto físico como mental podem causar alterações na saúde do cabelo.

Esta reação do organismo como consequência de alterações no modo de vida quer por alterações no trabalho, desemprego, crise financeira, morte, doença de pessoas queridas e problemas de relacionamento alteram o perfil hormonal que em determinadas circunstâncias provoca perda de cabelo. Os dados obtidos permitem esboçar uma explicação biológica de como o estresse/stress pode desencadear ou agravar eflúvio telógeno e alopecia areata.

Nem sempre acontece, nem existe um padrão para classificar este fenômeno no ser humano, mas quase todos nós passamos por uma ou mais experiências idênticas. Os fios capilares começam a cair de uma forma acelerada aumentando ainda mais a depressão ou ansiedade, parece um fluxo que se auto-alimenta. A boa noticia é que esta perca é quase sempre temporária e logo que os efeitos passam os fios voltam a nascer. A má noticia é que a recuperação pode levar vários meses e entretanto é necessário viver com uma rarefação capilar.
 
A única forma é tentar minimizar os efeitos e esperar que esta fase passe depressa, para isso aconselhamos:
  • Pratica de uma atividade relaxante como por exemplo Yoga ou Reiki;
  • Redobrar os cuidados com a alimentação para os cabelos;
  • Em casos graves de depressão ou ansiedade consulte o seu médico;
  • Nas depressões ou fases de ansiedade ligeiras pode optar por suplementos naturais de Rhodiola ou Ashwagandha (ginseng indiano);
  • Tome chá de hipericão, também conhecido por erva de São João (Hypericum Perforatum). O hipericão é aconselhado para estados depressivos suaves a moderados, ansiedade e insônia, no entanto têm efeitos adversos como a interação com outros medicamentos anti-depressivos e contraceptivos orais como a pílula atenuando as suas funções;
  • Durma bem, estabeleça um horário deitando-se antes das 23 horas, durma 7/8 horas diárias;
  • Um reputado neuro-psiquiatra, David Lewis, especializado em medir ondas cerebrais através de métodos não invasivos aumentou os níveis de stress de um grupo de participantes e mediu as suas ondas cerebrais após escutarem uma série de músicas. A canção vencedora foi Weightless de Marconi Union, consegui produzir níveis de relaxamento superiores a qualquer massagem, bebida ou meditação. Escolha as suas músicas de relaxamento e escute-as com frequência

Siga estes conselhos para minimizar os seus níveis de estresse/stress e felizmente depois da situação traumática diminuir, é bem provável que o seu cabelo renascerá saudável.

Terça, 12 Setembro 2017 15:22

8 atitudes de pessoas de sorte!

As pessoas que se consideram sortudas têm algumas características em comum – que você pode facilmente adotar na sua vida e no seu dia a dia.

1. Multiplique as chances Sabe aquele conhecido que vive ganhando alguma coisa? Ele ganha porque participa. Começe a participar de mais concursos e promoções.

2. Seja sociável Quanto mais pessoas você conhecer, quanto mais você for simpático no tratamento com as pessoas, maior é a chance de que alguma delas traga boas notícias – como uma oferta de trabalho.

3. Tenha calma Se você vive correndo e distraido, jamais terá a sorte de notar aquela nota de R$ 50 dando sopa na calçada. E a sua chance de perder alguma coisa também é maior...

4. Busque o novo Faça coisas diferentes - cursos, amizades, viagens ! Com isso, sua chance de ter sorte se torna estatisticamente maior.

5. Aceite o acaso Não tente ser racional o tempo todo. Mater o equilíbrio é a melhor solução sempre.

6. Medite Ajuda a tomar boas decisões, o que é essencial à sorte. Um estudo constatou que as pessoas sortudas meditam com mais frequência.

7. Acredite Se você não acredita nos seus sonhos e metas, provavelmente não vai acontecer mesmo. 

Seja otimista – E corra atrás.

8. Não dê bola para os números Queria se candidatar a um concurso concorridíssimo, mas desistiu porque a chance era pequena? Ao desistir ela passou a ser de 0%. E facilitou a vida do sortudo que irá conquistar a vaga.

1- Você tem um teto sobre sua cabeça.

2- O inverno está chegando e você não vai passar frio.

3- Você comeu hoje.

4- Você tem um bom coração.

5- Você tem água para beber a vontade.

6- Você não mora em um país em guerra.

7- Você tem roupas para vestir.

8- Você dormiu em uma cama.

9- Você já passou por muitas coisas e superou.

10- Você está respirando !!!

Optar por alimentos saudáveis em um mundo que nos bombardeia com redes de fast food, alimentos congelados e enlatados cheios de conservantes, por mais estranho que pareça, é uma atitude difícil. A verdade é que já crescemos acostumados a consumir itens ricos em carboidratos, gorduras e açúcares.

Nós não nascemos amando batata frita e odiando rúcula. A questão é que estamos culturalmente habituados a enxergar alimentos saudáveis como opções “sem graça” de cardápio. E a saúde acaba pagando o preço.

Se você até pensa em mudar sua alimentação, mas torce o nariz toda vez que vê o arroz integral no prato, saiba que talvez a solução para os seus problemas esteja em apenas uma palavra: treino. Uma pesquisa recente sugere que é possível treinar o cérebro a escolher comida saudável e, inclusive, a ficar satisfeito e feliz com ela. Viva!

De acordo com os pesquisadores, a solução está em consumir alimentos saudáveis até que nosso cérebro fique viciado, da mesma forma que acontece com os alimentos ricos em calorias vazias, sem valor nutricional.

Para chegar a essa conclusão, os pesquisadores estudaram os mecanismos de recompensa em 13 pessoas acima do peso, sendo que 8 dessas pessoas faziam um programa de redução de peso e os outros 5, não. A pesquisa avaliou o cérebro dos voluntários por ressonância magnética, tanto no início quanto no final do processo.

Vício do bem

Entre aqueles que participavam do programa de redução de peso, os examesrevelaram mudanças no centro de recompensa, associado com aprendizagem e vício. Depois de seis meses, essa área tinha “viciado” em comidas saudáveis e de baixo teor calórico, indicando que as pessoas não só estavam comendo esses alimentos como ficando satisfeitas com eles.

Além disso, a área de recompensa passou a demonstrar menos prazer quandoas pessoas ingeriam alimentos não saudáveis e ricos em calorias. O programa de redução de peso englobava fatores que envolvem mudança de comportamento e adoção de alimentos ricos em fibra e pobres em açúcares.

O segredo foi apresentar opções saudáveis de cardápio de forma que parecessem atraentes. E, pelo jeito, deu certo. E aí, você já pensou nisso? Que tal fazer um teste e se forçar a comer alimentos saudáveis por pelo menos seis meses? Você só tem a ganhar e, de quebra, ainda pode acabar mudando seu paladar.

Página 1 de 2

Compre em nosso site e parcele no cartão de crédito através do PagSeguro e PayPal

Fale Conosco

Rua Francisco Abrantes Fortuna, 430, Santo Antônio - Ponte Nova - Minas Gerais
E-mail: contato@phytobelle.com.br
Telefone: 31 3881-8853

Newsletter

Receba os melhores conteúdos sobre a Phytobelle Cosméticos Naturais! Cadastre-se agora para receber nossa newsletter.